Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Palimpsesto

"Para sobreviver é preciso contar histórias“

O ano de 2020 bem podia ter sido escrito por Lewis Carroll, senão vejamos, quantas vezes aconteceu sentirmo-nos cair num buraco escuro para seguir um coelho atrasado? Coelhos atrasados todo o santo ano! E a quantidade de vezes em que encolhemos e esticámos? em tantos sentidos que nem vou enumerar! E quantos dias houve em que acordámos de manhã e sabíamos quem éramos e ao final da tarde já tínhamos mudado tantas vezes que.... Quantas vezes vos ocorreu o pensamento somos todos loucos por aqui?

... pois! Por via das dúvidas comprei uma cama antistresse para a gata.  

Foi também um ano em que compreendemos que se não sabemos para onde queremos ir, qualquer caminho serve. Que todos os momentos são bons para tomar chá. Que podemos fazer qualquer coisa dentro de casa, até jogar criquete. Que podem acontecer coisas tendencialmente impossíveis, antes ou depois do pequeno almoço. Que olhar para o espelho – que é como quem diz, a nossa imagem por videoconferência – durante muito tempo, nos transporta para outras realidades. Que é preciso correr muito para não sair do mesmo lugar. Tão certeira a rainha de copas!

O ano de 2020? Cortem-lhe a cabeça!

A ver o que nos reserva a Lebre de Março...

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.